TRANSLATE

segunda-feira, 29 de maio de 2017

DUPLO ATAQUE FRONTAL
Crônicas do Xadrez cap. - XVII

por Roberto Telles de Souza
Toda semana postamos aqui as famosas crônicas sobre xadrez do nosso grande amigo e entusiasta de nosso esporte o Árbitro Internacional Roberto Telles de Souza


https://4.bp.blogspot.com/-yzziePgGqVk/V42K98ZAWlI/AAAAAAAAEHM/StH5SNhX3qYoO_yBF84oFyGsD4QlHcZ0gCPcB/s200/wil.png
 Confederação Brasileira de Xadrez, Licença: 5700568643 ID nº.77
https://media.licdn.com/media/AAEAAQAAAAAAAANrAAAAJGM2ZjQwMmNkLThiNzAtNDBmNC1iOGRjLTJhODRiOWE5NWNkZg.png



https://4.bp.blogspot.com/-AvoahtcvFiA/WDgYV1gMiWI/AAAAAAAAE1g/RK7H4c3idG8H7oDqb5VY-fiyWY05y99ZgCLcB/s320/conteudo_sub_24957_32802_1_1.jpg
Por Roberto Telles de Souza


DUPLO ATAQUE FRONTAL
Havia um forte enxadrista que tinha por costume empurrar repetidamente a mesa para a frente. Fazia isso inconscientemente, porém geralmente o adversário resistia ao ataque frontal do deslocamento da mesa. A cada par de jogadas, a mesa deslocava uns dois a três centímetros. Isso significava um deslocamento em torno de um metro na maioria das partidas, caso o adversário não impedisse os sucessivos pequenos empurrões.

Numa emocionante partida jogada pelo Troféu Bandeirantes, o nosso folclórico empurrador de mesas, não de peças, enfrentou um também bom enxadrista, deficiente físico, que pelas suas limitações não conseguia impedir o avanço irreversível da mesa, além de estar totalmente perdido na posição, em conseqüência de um ataque central, recheado de sacrifícios e "pedaladas".

A certa altura, indignado com as posições, tanto a da partida, quanto a da posição da mesa, pois já se encontrava bem prensado junto à parede, com o seu abdômen sendo insuportavelmente pressionado, disse, evidenciando certa angústia:

- Senhor... O massacre deveria apenas ocorrer no tabuleiro... Assim não é possível jogar... Ato contínuo abandonou a partida para enfim poder respirar.

https://4.bp.blogspot.com/-cx3RbzxDPNQ/WDgYcxN51bI/AAAAAAAAE1k/cY_6qkCznPU_hgj2vF84xZBZ2UCpvte3gCLcB/s1600/telles_bio.jpg


Autoria: Roberto Telles de Souza (Árbitro Internacional)


terça-feira, 23 de maio de 2017

DONA LOLA, UMA ENXADRISTA SAPECA
Crônicas do Xadrez cap. - XXV

por Roberto Telles de Souza
Toda semana postamos aqui as famosas crônicas sobre xadrez do nosso grande amigo e entusiasta de nosso esporte o Árbitro Internacional Roberto Telles de Souza


https://4.bp.blogspot.com/-yzziePgGqVk/V42K98ZAWlI/AAAAAAAAEHM/StH5SNhX3qYoO_yBF84oFyGsD4QlHcZ0gCPcB/s200/wil.png
 Confederação Brasileira de Xadrez, Licença: 5700568643 ID nº.77
https://media.licdn.com/media/AAEAAQAAAAAAAANrAAAAJGM2ZjQwMmNkLThiNzAtNDBmNC1iOGRjLTJhODRiOWE5NWNkZg.png



https://4.bp.blogspot.com/-AvoahtcvFiA/WDgYV1gMiWI/AAAAAAAAE1g/RK7H4c3idG8H7oDqb5VY-fiyWY05y99ZgCLcB/s320/conteudo_sub_24957_32802_1_1.jpg
Por Roberto Telles de Souza


DONA LOLA, UMA ENXADRISTA SAPECA

https://4.bp.blogspot.com/-u52f6uC0os0/WL1lbpupanI/AAAAAAAAFcU/fQRZ8I313l8S2vmH7deEBG5bsgCstDnYgCLcB/s1600/images.jpg

Há algumas décadas, na cidade paulista de Rio Claro, uma folclórica enxadrista, Dona Lola Cúrcio, marcou época pela sua personalidade diferenciada. Quando a conheci já tinha seus setenta e poucos anos, mas evidenciava ainda uma jovialidade adolescente.

Hiperativa, ela transitava pelas salas de jogos com uma desenvoltura própria de uma bailarina do Bolshoi. Num instante estava a dar palpites na mesa 7. Subitamente já estava na mesa 22, avaliando a posição.


https://2.bp.blogspot.com/-trYaRiYirPo/WL1nfuzj_BI/AAAAAAAAFck/R3pCLLAYcF4HLxPlOUDAOS43w-3_d5QbgCLcB/s320/depositphotos_13763024-stock-photo-cool-fashion-elder-lady-with.jpg

É bom que se diga, suas espontâneas avaliações contrariavam a ambos os confrontantes, que invariavelmente se indignavam com aquela intervenção gratuita.

No caso de um jogador mais revoltado reclamar de suas atitudes ao árbitro, o problema era encontrá-la, pois tal como um gnomo ou duende, a velhinha de cabelos prateados desaparecia como encanto na mágica floresta dos reis, peões e cavalos encantados. Magra, de olhos azuis dominadores, dançava ao som do contínuo tic-tac dos relógios e ao acorde surdo do bailar das peças.

A essa altura, reaparecia na mesa 13, dizendo ao jogador que acabara de abandonar a partida: - Você jogou pessimamente aquele cavalo, ao tomar o peão de torre. Foi um horror. Você mereceu perder, joga muito mal.
https://4.bp.blogspot.com/-7jjsyO_l-Ks/WL1l1_WLsrI/AAAAAAAAFco/X_u6CvDZxBgJ2PmtTyvTYvQYVEDZjJ1JwCEw/s320/depositphotos_10858279-stock-photo-elderly-couple-playing-chess.jpg

Os protestos eram freqüentes, porém estes desapareciam rapidamente por imposição de silêncio daqueles que continuavam a jogar. Quem era essa senhora, que há pouco foi tão inoportuna? Assim como do nada surgia, para o nada retornava.

Quando a competição era por equipes então, as atitudes dela eram insuportáveis. Tumultuava deliberadamente o torneio para tentar dar algumas inocentes dicas às suas comandadas, ou talvez para descontrolar psicologicamente as adversárias de suas comandadas.

Se a sua equipe, a feminina de Rio Claro estivesse enfrentando a forte equipe de Campinas, procurava um dos técnicos de outro match, por exemplo, o de Piracicaba, fazendo uma falsa acusação de que o técnico de Jundiaí estava “passando” lances para suas jogadoras.

Enquanto o árbitro apurava a veracidade das acusações, Dona Lola afastava-se sutilmente do epicentro do conflito e tentava interferir diretamente no match que mais lhe interessava.

A sala de jogos era inundada por ofensas ininteligíveis e acusações improcedentes. Quem teria sido a senhora de cabelos brancos que iniciou o conflito? Já não estava no salão. Sorrateiramente desaparecera, como sempre. Ela era o inferno astral dos árbitros, fora do alcance dos pobres mortais competidores, que nunca percebiam o real poder daquela aparentemente frágil velhinha.

https://3.bp.blogspot.com/-Y-5KXNAkIWM/WL1lsjJnvFI/AAAAAAAAFco/tX_5s-qH8Ek4QbQVvST-JGslhjMalGCLQCEw/s1600/solid%25C3%25A3o%2Bidosos4.jpg


Quando a rodada terminava e “os ânimos não mais se exaltavam”, Dona Lola ressurgia, distribuindo balinhas para todos. Agora com uma aura pura e ingênua, com uma voz doce de amável avozinha, aproximava-se do árbitro e dizia: - Sinceramente, eu não sei por que esses jogadores brigam tanto...

https://4.bp.blogspot.com/-cx3RbzxDPNQ/WDgYcxN51bI/AAAAAAAAE1k/cY_6qkCznPU_hgj2vF84xZBZ2UCpvte3gCLcB/s1600/telles_bio.jpg


Autoria: Roberto Telles de Souza (Árbitro Internacional)

terça-feira, 2 de maio de 2017

Aulas de Xadrez Online GRÁTIS!!! - Na plataforma Chess King em https://learn.chessking.com


     Quer aprender xadrez? Ou melhorar seu desempenho no jogo? A partir deste mês de Maio, a Chess King irá disponibilizar um desconto promocional de 30% em qualquer produto no site https://learn.chessking.com 


O interessado poderá comprar cursos de alto rendimento para estudos e aperfeiçoamento profissional do nosso nobre esporte. São mais de 47 cursos no total, e o usuário poderá optar por comprar cursos em 3 plataformas diferentes: Web, IOS e Android.

     Para participar da promoção, basta logar no site e adicionar o nick "instrutorwillian" como treinador e pronto. O aluno terá direito a duas aulas iniciais inteiramente grátis e receberá um código promocional para desconto nas compras de produtos Chess King.
     
   Este é mais um patrocínio da empresa Chess King, para promover o livre ensino e popularização da Escola Russa de Xadrez no Brasil. 

Dundy - EUA vs Instrutor Willian - BRA

Jogue com o Fritz

Ataque Grob - Crianças nunca façam isso!!!!

O Xadrez é algo mais do que um jogo; é uma diversão intelectual que
tem um pouco de Arte e muito de Ciência. É, além disso, um meio de
aproximação social e intelectual. (GM J. R.Capablanca, ex-campeão
Mundial)